Nutrição

Peixe gordo anti-infarto

pesce grasso infarto grande

Mais peixe na dieta contra infarto

Comer peixe regularmente previne doenças cardiovasculares. Eliminá-lo da dieta, ao contrário, aumenta os riscos. Um novo estudo conduzido por pesquisadores da Aarhus University na Dinamarca confirma a função benéfica do consumo regular de peixe gordo de origem marinha, rico de gordura Ômega-3.

O estudo dinamarquês, publicado no British Journal of Nutrition, avaliou os efeitos da introdução de verduras e batatas na dieta em substituição de carne vermelha, aves e peixe, monitorando o impacto sobre as doenças cardiovasculares, que na União Europeia comportam uma despesa de quase 13 bilhões de euros. Da observação de mais de 55mil homens e mulheres em boas condições de saúde e com idade entre os 50 e 64 anos, verificou-se que eliminar completamente o peixe traz um aumento do risco de infarto do miocárdio.

A substituição da carne vermelha por verduras e batatas evidenciou uma redução do risco de doenças cardiovasculares, enquanto nenhuma variação foi associada à carne de frango. Estatisticamente irrelevante é também a ingestão de peixe magro, com baixo teor de ácidos graxos Ômega-3.

Sobre o autor

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.