Rótulos

Origem leite

origine latte grande

Origem do leite no rótulo, a indicação é obrigatória

A origem do leite, vendido como tal ou empregado como ingrediente em produtos derivados, deve ser indicada no rótulo. Prevê um decreto interministerial em fase de aprovação. A novidade diz respeito aos itens produzidos na Itália e permite o conhecimento da origem, ou seja, da proveniência do leite usado em queijos e laticínios como iogurte, manteiga, compotas, cremes, soro, coalhada.

A origem do leite (de vaca, de búfala, de cabra, de burra e de outros animais, fresco e de longa conservação) precisa ser informada no rótulo com dupla menção do país de ordenha e embalagem ou transformação.  Se elaborado em diversas nações, pode-se usar “mistura de leite de países UE” (ou “não UE”) ou “leite  embalado ou transformado em países UE” (ou “não UE”). Se o local de produção principal e o de transformação coincidirem, é possível citar a “origem”, seguida do nome do País.

Excluem-se da nova regulamentação os alimentos registrados DOP, IGP, STG e os orgânicos, que são, pelo menos em parte, já sujeitos à declaração de informação sobre a origem das matérias-primas.

Sobre o autor

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.