Vinho licoroso

Vinho licoroso, jantares deliciosos com Vin Santo e Marsala

Vinho licoroso italiano, uma forma magnifica de terminar uma refeição refinada. A tradição coloca sobre as mesas numerosas garrafas de verdadeiros manjares dos deuses, do Vin Santo de origem toscana, um vinho italiano arraigado na população, até o Marsala, também muito utilizado na preparação de pratos de todo livro italiano de receita.

É preciso esclarecer a diferença entre vinho licoroso e doce. Vin Santo ou Marsala (licorosos) são obtidos de um vinho base composto de uvas aromáticas (como, por exemplo, Malvasia e Aleatico, geograficamente muito cultivado na pequena Ilha de Elba) e são adicionados outros componentes: álcool, aguardente, mosto concentrado e às vezes caramelo. Chamam-se doces os produtos com videiras já bastante adocicadas, das quais o cacho é deixado secar por um período mais prolongado.

As raízes históricas da prática de adição de ingredientes alcoólicos aos vinhos nasceram da necessidade de parar a fermentação, especialmente durante viagens longas de exportação. As transformações são muito relevantes: a coloração poderá ir do amarelo-palha até o âmbar ou escuro brilhante, o sabor é seco e redondo, geralmente com final limpo.