Carne bovina

Carne bovina italiana, frescor e sabor

A nutritiva carne bovina tem um papel fundamental na dieta dos italianos e é extramamente ligada à história social e agrícola do país. Antigamente comer carne era um luxo reservado para ocasiões especiais. Mas, do início do século XX até o boom econômico, o consumo se triplicou. E os pratos a base de carne se tornaram refeições regulares até mesmo na mesa de famílias humildes.

Na Itália a carne é o principal ingrediente de muitas receitas, seja assada, cozida ou como suculentos grelhados. Sua máxima expressão está na raça Chianina, a maior e uma das mais antigas do mundo, usada na preparação da famosa bistecca fiorentina que é feita à maneira cowboy pelos vaqueiros das regiões Lazio e Marche da Toscana. O gênio culinário italiano não termina aqui, com a carne crua prepara-se o carpaccio e salgada e temperada se torna a bresaola.

Hoje, seu uso é tão arraigado aos hábitos alimentares que o abate de cerca de 2 milhões de bovinos a cada ano não atende a demanda interna, favorecendo um próspero comércio internacional. A qualidade das carnes italianas permitiu o sucesso da renomada carne bovina italiana enlatada Manzotin.