alcachofras

alcachofras italianas

headerart

Alcachofras italianas, sabor mediterrâneo

Os produtores de alcachofras italianas se encontram no degrau mais alto do pódio, mesmo que a área mundial destinada ao seu cultivo (graças ao seu valor nutricional) tenha aumentado gradativamente ao longo dos anos.  Na Itália as receitas de alcachofras são consideradas patrimônio cultural, basta pensar nas famosas alcachofras alla romana ou nas pinturas de Arcimboldo (“Estate” e “Vertumnus“).

Segundo dados da FAO, em 2005 as deliciosas alcachofras italianas representaram mais de 30% da produção global, seguidas pelas primas espanholas. Na península são cultivadas muitas variedades, as mais renomadas são: romanesco, campagnano, spinoso sardo, violetto toscano e catanese..

Não é um mistério que a planta e os italianos estejam sempre em ótima sintonia, uma vez que até mesmo os antigos etruscos as cultivavam e os romanos exaltavam suas propriedades elaborando receitas de alcachofras com mel e vinagre. Na província da capital nasceram receitas como “alla romana” e, igualmente conhecidas, “alla giudia”.

O mérito do vínculo entre as alcachofras e o povo italiano provavelmente se deve aos diferentes usos possíveis e as suas características nutricionais. Elas contam com poucas calorias e têm grandes quantidades de cálcio, fósforo, magnésio, ferro e potássio.

Sobre o autor

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.